quinta-feira, 30 de junho de 2011

As investigações do porto de Luís Correia, por Arimatéia Azevedo

Foto: Proparnaiba.com
As investigações que serão realizadas pela Polícia Federal em virtude do suposto desvio de mais de R$ 6 milhões de reais motivou várias notas do jornalista Arimatéia Azevedo em sua coluna no Jornal O Dia desta quinta-feira, dia 30.
Veja notas na íntegra:
La vem!!!!
A cobra vai fumar. Diante das evidências de prática de suposta corrupção nas obras do porto de Luís Correia, mostradas em relatório da Secretaria de Controle Interno da Casa Civil da Presidência da República, o procurador da República Kelston Lages determinou investigação na Secretaria de Transportes.
Há suspeitas de que mais de R$ 6 milhões teriam sido desviados.
O dono
Só para lembrar. Quem se achava detentor do poder de indicar e tirar o secretário de Transportes no governo de Wellington Dias e, nos dez meses de Wilson Martins, era o deputado João de Deus, do PT. Tanto que Luciano Paes Landim ‘dançou’, foi exonerado do cargo, porque não estava mais merecendo a confiança de Deus. Não estaria mais correspondendo, por assim dizer.
De Deus o trocou pela cunhada, Norma.
Convênio
A investigação federal diz respeito ao convênio celebrado com o governo federal em 2007, quando era secretário de Transportes o advogado Luciano Paes Landim.
Perdão!
Não é da Prefeitura de Parnaíba, mas do governo do Estado, a responsabilidade pela obra mal feita do dique de contenção de enchentes na beira rio em Parnaíba.
Valendo-se da prestimosa correção feita pelo jornalista Chico Rasta Brandão, do Proparnaiba.com, a coluna informa que foi a prefeitura que embargou a obra que não tinha alvará e o Ibama pela falta de licenças.
creditos proparnaiba.com

Nenhum comentário :