quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Funcionários sentiam cheiro de gás há 15 dias em mercado que explodiu

Explosão em Irajá deixou sete feridos nesta manhã.
"Foi muita correria, várias pessoas se jogando no chão", diz testemunha.


Funcionários do supermercado Multi Market e também moradores de um prédio que fica em cima do estabelecimento, em Irajá, no subúrbio do Rio, onde uma explosão na manhã desta quarta-feira (31) deixou sete feridos, denunciaram que há 15 dias estavam sentindo cheiro de gás no local.
“Não chegamos a falar com a direção nem a gerência, mas o cheiro do gás na área da padaria sempre foi muito forte e hoje aconteceu essa tragédia. Foi muita correria, várias pessoas se jogando no chão e com medo de morrer”, disse o funcionário Alex Silva.
Moradora do bairro há mais de 15 anos, a bancaria Márcia Freire, que mora no prédio em cima do supermercado, disse que tinha o costume de comprar pão todos os dias e que já tinha avisado à gerência sobre o odor de gás. “Eles pagam para ver. Todo o dia que eu vinha comprar pão eu sentia um cheiro de gás muito forte. Mas não adianta falar. Eles esperam primeiro acontecer para depois tomar providência”, afirmou.
O estabelecimento fica na Rua Coronel Vieira. Segundo os bombeiros, o problema teria sido causado por um escapamento de gás na padaria do estabelecimento. Foram deslocadas ao local três ambulâncias, uma viatura de água e uma de salvamento.
A assessoria dos bombeiros informou, ainda, que quatro vítimas ficaram bastante queimadas e estão em estado grave, enquanto outras três tiveram ferimentos mais leves. Os feridos foram levados aos hospitais estaduais Getúlio Vargas, na Penha, e Carlos Chagas, em Marechal Hermes.
"Ainda não sabemos a causa da explosão. Estamos aguardando a perícia. O que aconteceu foi um vazamento de gás e houve também um deslocamento de ar. Mas temos que saber exatamente onde e o que causou este fenômeno. Este deslocamento faz com que tudo que está em volta fique bastante bagunçado. Não tem indícios maiores de danos materiais e também estruturais. O armazenamento era correto. Tava tudo direito e os botijões de gás não foram atingidos", declarou o tenente coronel Marcelo Leite.
O Centro de Operações informou que a Avenida Monsenhor Félix também estavam fechada, até as 9h, no trecho até a Rua Tanabi.
Para ler mais notícias do G1 Rio, clique em g1.globo.com/rj. Siga também o G1 Rio no Twitter e por RSS.
Problema teria sido causado em padaria do estabelecimento (Foto: Reprodução / TV Globo)Problema teria sido causado em padaria do estabelecimento (Foto: Reprodução / TV Globo)
tópicos: 
G1
 

Nenhum comentário :