quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Dilma elogia ações contra seca e amplia idade para receber Bolsa Família

Wilson representou PI na divulgação de ações do Brasil Carinhoso.


O governador do Piauí, Wilson Martins (PSB), esteve presente na solenidade de divulgação das ações para ampliar o combate à extrema pobreza no país, dentro da estratégia do Plano Brasil Sem Miséria, Ação Brasil Carinhoso, que ocorreu no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta quinta-feira (29).


Na oportunidade, a presidenta Dilma Rousseff assinou o termo que amplia a idade limite para o recebimento do Bolsa Família para as famílias que vivem na extrema pobreza com pelo menos um filho de até 15 anos, que antes era de até sete anos. O benefício médio pago pelo programa às famílias do programa será de R$ 235 mensais.

"O Brasil Carinhoso é uma importante ação do Governo Federal, no intuito de construir uma sociedade menos desigual para os brasileiros, proporcionado oportunidades para as crianças e os jovens”, frisou Dilma Rousseff, destacando que o objetivo é equilibrar a situação da desigualdade social em todas as unidades da Federação, principalmente relacionada ao Nordeste.

Wilson Martins agradeceu o convite para fazer o pronunciamento em nome dos outros governadores do Brasil. Ele também destacou que, com a assinatura do termo que amplia a idade dos beneficiados do Brasil Carinhoso, o Piauí receberá uma injeção de R$ 5 milhões por mês, para ações de combate à extrema pobreza. “Apesar da extensão da idade, o Governo do Estado pretende contemplar jovens de até 24 anos de idade com ações de assistência social”, disse.


O governador também falou da crise que os Estados do Nordeste estão passando com a queda da arrecadação, o que repercute diretamente na redução dos investimentos dos governos estaduais e municipais, mas destacando que, apesar desse cenário, o Piauí tem conseguido bons níveis de desenvolvimento.

“O Piauí foi um dos estados que mais cresceu, atingindo uma média de 42%. Isso se deve ao ganho ao ganho real trazido pelo aumento salário mínimo, da vinculação de obras ao PAC, ao fortalecimento dos setores produtivos, a exemplo da agricultura familiar, e em especial aos investimentos na área da educação, entre outros”, falou Wilson Martins.

Brasil Carinhoso

O Brasil Carinho já retirou 9,1 milhões de pessoas da extrema pobreza. Com a ampliação, serão mais 7,3 milhões. A ação engloba três pilares - renda, educação e saúde - com a garantia de que todas as famílias extremamente pobres com um ou mais jovens de até 15 anos tenham renda mínima superior a R$ 70 por pessoa. Ainda há o investimento em construção e repasse para creches e pré-escolas, com o aumento de 66% na verba destinada para alimentação das crianças. Os benefícios do Brasil Carinhoso serão depositados a partir de 10 de dezembro.

Da Redação cidade verde

Nenhum comentário :