quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

descriminação: Fundac reage a críticas e apoia ida do Salão de Humor do PI para Parnaíba

A presidente da Fundação Estadual de Cultura, Bid Lima, rebateu hoje (31) as críticas do presidente da Fundação Nacional do Humor, Albert Piauhy, feitas ontem no Jornal do Piauí. Albert declarou que no governo ninguém pensa em cultura e que "a Fundac hoje é do Fábio Novo" [deputado petista].

Evelin Santos/Cidadeverde.com

Em entrevista nesta quinta, Bid ironizou as declarações e explicou que Fábio Novo apenas fez a indicação de seu nome para presidir a instituição, o que não quer dizer que o órgão esteja a serviço do deputado. 


"Acho até engraçado a forma como ele coloca as coisas. Nós artistas somos assim, ficamos assim quando nossos projetos não são aceitos. A influência do Fábio Novo pelo fato dele ter me indicado para presidir a Fundac. Trabalhamos juntos há mais de 10 anos, sempre coordenei eventos. É claro que os projetos que fazemos lá são descentralizados, não são direcionados a Bom Jesus. Chegamos em vários municípios porque percebíamos que era muito centralizado em Teresina", disse.


Sobre a crítica de que os artistas piauiense não tem apoio, Bid citou o próprio exemplo e afirmou que a fundação disponibiliza cursos de teatro e dança. Além disso, 15 bandas de músicas estão sendo criadas. "Acho equivocado. Sou artista e sei que muita gente conhece meu trabalho. As pessoas conhecem a Bid atriz, humorista e de sala de aula. Temos cursos livres de teatro, dança, tantos cursos que a gente descentralizou. Estamos formando mais 15 bandas de músicas. O que o artista tem que fazer é sair de casa e procurar. A gente tem que fazer nossa parte", afirmou.


Bid também comentou a transferência do Salão de Humor para a cidade de Parnaíba. A presidente disse que a ideia é boa porque tem um pensamento descentralizador.

A presidente da Fundac explicou ainda que todos os anos o Salão de Humor recebe apoio financeiro e logístico da instituição. "O que pode ser feito é o que fazemos em todos os anos nas edições do Salão de Humor. Foi apoiado com R$ 100 milhões para realização do evento e também logisticamente. Transferir o Salão para Parnaíba até concordo. Meu pensamento é descentralizador. A gente está crescendo, temos muitos espaços e muitos empreendedores culturais. Se ele acha que não está funcionando, que bom ir para Parnaíba e pode contar sempre com o apoio da Fundac. Estamos sempre de portas abertas para capacitar e apoiar", finalizou. 

Matéria relacionada
fonte cidade verde

Nenhum comentário :