quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Boxes no Mercado da 40 em Parnaíba causam tumulto

Foto: Proparnaiba.com
Um trabalho realizado pela Empresa Parnaibana de Supervisão dos Mercados - EMPA, em Parnaíba, causou tumulto dos feirantes do Mercado Municipal Governador Wellington Dias, mais conhecido como “Mercado da 40” no Bairro São José, próximo ao centro da cidade.
Conforme relato dos adminitradores da empresa, visando uma reorganização dos espaços ocupados nos mercados públicos, a Empa recadastrou todos os vendedores e por meio disso, obteve dados importantes, como mapear os locais sem utilização para que posteriormente viesse a ser cedido à um trabalhador interessado.
Houve grande movimentação no local na manhã desta terça-feira, dia 26, com chegada dos vereadores André Neves, Bernardo Rocha e Carlson Pessoa, que exigiram que os boxes fossem abertos pela administração pública. Logo, houve tumulto dentro do espaço, onde alguns feirantes eram contra e outros a favor da ação da prefeitura.
De acordo com um dos vendedores, a ação foi correta, já que vários trabalhadores assim como eles precisam de um local para colocar mercadorias para a venda como meio de sobrevivência. O feirante informou ainda que alguns boxes não utilizados serviam apenas como depósito e que feirantes que tinham abandonado o local direcionava o espaço para outros fins.
Por outro lado, a prefeitura acredita que o recadastramento seja o meio mais viável para organização, para que todos tenham oportunidade de trabalho. Além disso, a Empa informou que a limpeza dos mercados está sendo feita rigorosamente e esta tem sido uma das preocupações da administração municipal.
Ainda de acordo com o presidente da EMPA, Antonio Neris Machado Junior, os banheiros mostrados na mídia estão abertos, as duas portas são dos vestuários da administração, são utilizados para troca de fardamento das pessoas de limpeza e segurança, são dois chuveiros. O presidente da Empa, afirmou que ao todo são quatro banheiros com vasos para população e para feirantes, dois para deficientes físicos.
São dezesseis boxes fechados passando por processo, onde mais de quatrocentes em atividade econômica. "Esses espaços estão sendo retomados, porém não haverá concorrentes dos feirantes atuais. A identificação dos espaços ociosos vão de encontro com a necessidade de desocupar os espaços urbanos para reutilização das áreas de uso comum", disse Neris.
FONTE; Tacyane Machado  Proparnaiba.com

Nenhum comentário :