quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

CAOS NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA PARNAÍBA: Enfermeiros do Heda protestam em frente ao Mirante e confirmam paralisação




O grupo de enfermeiros do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda) que desde o último dia 24 militam em frente ao hospital em favor do recebimento do benefício da Gratificação de Incentivo à Melhoria da Assistência à Saúde (Gimas), desta vez concentrou-se no Balão do Mirante, em Parnaíba. O protesto ocorreu no início da noite de hoje (30) e o grupo está cada dia mais descontente, uma vez que até o momento nem o governo, nem a direção do Heda os convocou para um acordo.

Conforme relata uma das líderes da paralisação, Mônica Sat, no momento a classe não está exigindo nenhum outro direito, mas somente a Gimas. Ela denuncia ainda um possível desvio que estaria sendo feito quanto ao pagamento do benefício.  


“Nesse momento não estamos pedindo aumento de salário, nem plano de carreira e sim o pagamento do Gimas, que é nosso direito. O valor do Gimas é repassado ao Heda, mas é desviado para contratos ilícitos. Não existe contrato formal, no papel, tudo é contrato apenas de boca”, dispara.


Eles reclamam também da intransigência da direção do hospital que excluiu os nomes de todos os efetivos grevistas da folha de plantão e substitui por enfermeiros contratados de outros hospitais que irão trabalhar no réveillon.
A partir de janeiro a classe deverá entrar em assembleia por uma possível greve em tempo indeterminado. Os profissionais são firmes ao informarem que somente retornarão as atividades quando o governo cumprir com o acordo feito no passado e que até o momento não foi cumprido.

“Estamos esperando o Estado enviar um ofício ou então depositar nosso dinheiro na conta porque estamos cansados de tanta promessa. Isso já se arrasta há três anos. Não vamos mais engolir mentiras”, finaliza Mônica.

Por Luzia Paula

Nenhum comentário :