domingo, 5 de junho de 2016

quadrilha de parnaiba: Lumiar, Rei do Cangaço e Luar de Prata vão para a final do Festival


Duas com maior pontuação foram classificadas para a disputa em Floriano

Mais três grupos se classificam para a final do Festival Clube de Quadrilhas (Foto: TV Clube)Mais três grupos se classificam para a final do Festival Clube de Quadrilhas (Foto: TV Clube)
Uma noite de encantos, brilhos, fé e sentimentos. As juninas do Piauí levaram muita emoção ao Festival Clube de Quadrilhas durante a segunda noite de classificatória neste sábado (04). Três grupos, as juninas Lumiar, Rei do Cangaço e Luar de Prata, garantiram vaga na final que acontece neste domingo (05) no Parque Potycabana. As duas primeiras colocadas também já estão classificadas para participar do no 8º Festival de Cultura Nacional, na cidade de Floriano. 
Veterana no Festival Clube de Quadrilhas, a junina Lumiar, da cidade Parnaíba, foi a primeira a encantar a plateia na arena do Parque Potycabana, durante a noite deste sábado (04).  O grupo composto por 120 pessoas, entre organização, produção e dançarinos, já contabiliza sua décima participação no concurso promovido pela Rede Clube e tem na bagagem dois títulos de campeã.

Este ano, a Lumiar realizou uma apresentação com 90 quadrilheiros envolvidos com o tema: "Tudo o que eu sinto está em você". Durante o espetáculo, eles destacaram a aventura em forma de poema, no qual que o amor (o noivo) sai em busca de um sentimento verdadeiro que ele só encontra na saudade (a noiva). Mas antes disso, ele se depara com a tristeza, angústia e felicidade.

"A apresentação traz uma proposta muito interessante que envolve aventura, romance e muito sentimento. Viemos de longe, lá do Litoral, e o nosso desejo era  que as pessoas se encantassem com a nossa apresentação, que foi muito bem pensada. Foram oito meses de ensaio e viemos com tudo", disse Vera Lúcia, diretora de organização da Lumiar.
Lumiar decidiu falar sobre sentimentos e romance (Foto: TV Clube)Lumiar decidiu falar sobre sentimentos e romance (Foto: TV Clube)
A
noite seguiu cheia de poesia e rimas com a quadrilha Lua de Prata. A junina da cidade de Demerval recontou a história do Pequeno Príncipe de um jeito bem nordestino. Na apresentação, eles viajaram atrás da sua flor, a Flor de Mandacarú. O noivo embarcou em avião para um país distante, mas acabou caindo no Nordeste, onde encontrou sua vida e seu amor.

Tricampeã no Festival Clube de Quadrilhas, a Lua de Prata já tem 15 anos de existência e para buscar por mais um título no concurso este ano, eles trouxeram o tema “O essencial é invisível aos olhos”.

"Trouxemos uma mistura diferente para o São João deste ano. Usamos a literatura e abusamos das rimas, coisa nunca vista antes. Infelizmente tivemos pouco tempo para trazer a quadrilha como pensamos e planejamos, mas conseguimos emocionar com aquilo que amamos fazer", disse.
Lua de Prata deu um show de cores, brilho e criatividade (Foto: TV Clube)Lua de Prata deu um show de cores, brilho e criatividade (Foto: TV Clube)
Já por volta de meia noite, a arena recebeu mais uma quadrilha de Parnaíba, a junina Rei do Cangaço, última a se apresentar e mostrar ao público todo o potencial dos grupos piauienses. Em 17 anos de existência, ela já esteve 15 edições do Festival Clube de Quadrilhas e foi campeã no ano 2012.

Para esta edição do evento, a Rei do Cangaço dançou o tema “Penitência é questão de fé”, mostrando e valorizando a fé do povo nordestino em um show organizado e produzido por 95 componentes, dos quais 64 são quadrilheiros, em oito meses de ensaio. 

"A nossa ideia é mostrar a fé do povo nordestino e o quão perseverante ele é com as suas crenças. Na nossa apresentação fizemos uma viagem saindo de Santa Cruz dos Milagres, passamos por Barbalha no Ceará e finalizamos com o Círio de Nazaré no Pará, mostrando a tradição religiosa desse povo honroso", contou Carlos Alberto Araújo, organizador da quadrilha.

Por falar em fé, a junina deixou todos deslumbrados com um show de cores, brilhos e reverências ao levar para a arena uma cruz, uma escadaria e uma "imagem viva" de Nossa Senhora Aparecida.
A junina Rei Cangaço apresentou um enredo sobre religiosidade do povo nordestino (Foto: TV Clube)A junina Rei Cangaço apresentou um enredo sobre religiosidade do povo nordestino (Foto: TV Clube)
Ao final da disputa, os jurados anunciaram a quadrilha Lumiar com  294,0 pontos, a  Rei do Cangaço 293,8 pontos e a Lua de Prata 293,3. Em seguida, foi realizado o sorteio com a ordem de apresentação das juninas da final.

A programação ficou da seguinte maneira: Lumiar de Parnaíba; Nova Geração; Junina Tradição; Sanfona de Prata; Caicanos; Rei do Cangaço; Lua de Prata e Luar do São João

Nenhum comentário :