domingo, 17 de julho de 2016

Família percorre 181 km a pé para pagar promessa no interior do Piauí


Carpinteiro fez promessa pedindo a recuperação do irmão enfermo.
Romeiros se juntaram à peregrinação até Santa Cruz dos Milagres.

Catarina CostaDo G1 PI
Grupo saiu de Teresina com destino a Santa Cruz dos Milagres (Foto: Catarina Costa/G1)Grupo saiu de Teresina com destino a Santa Cruz dos Milagres (Foto: Raily Pereira/Arquivo Pessoal)
Em nome da fé, uma família percorreu 181 km a pé entre Teresina e Santa Cruz dos Milagres, Sul do Piauí, para pagar a promessa de recuperação de um parente enfermo. A peregrinação que começou com 25 pessoas só foi aumentando no meio do caminho e encerrou às 21h do sábado (16) com 40 fiéis, após uma semana de viagem.
O idealizador da peregrinação é o carpinteiro Ulisses Pereira da Silva, de 73 anos. Ele fez a promessa de percorrer a pé o percurso até Santa Cruz dos Milagres, carregando a réplica da imagem que dá nome à cidade, pela recuperação do irmão Assis Pereira Filho, 62 anos, que estava internado com uma grave infecção pulmonar e já desenganado pelos médicos. 
"Fiz a promessa há dois anos. No dia eu acompanhava o meu irmão no hospital, quando ele bastante debilitado, já sem andar, pediu a presença de todos os irmãos para se despedir. Na hora eu sai para orar, me apaguei com a divina Santa Cruz e pedi que se ela desse a saúde para o Assis, eu faria a réplica da imagem e vinha trazendo a pé até Santa Cruz dos Milagres. Ao retornar para o quarto, o meu irmão sentiu uma emoção forte e começou a chorar. Creio que o milagre aconteceu ali, porque nos dias seguintes ele só foi melhorando", revelou Ulisses.
 Carpinteiro Ulisses Pereira da Silva, de 73 anos, foi o idealizador da peregrinação (Foto: Raily Pereira/Arquivo Pessoal)Carpinteiro Ulisses Pereira, 73 anos, foi o idealizador da peregrinação (Foto: Raily Pereira/Arquivo Pessoal)
Com a cura do irmão, o carpinteiro passou um ano planejando a viagem com a família até cumprir a promessa. O grupo saiu no dia 9 de Teresina, às 14h, e a cada cidade percorrida mais romeiros, entre eles uma idosa de 80 anos e duas crianças de 11 meses e 6 anos, se juntavam a peregrinação de 'Seu Ulisses'.
"Graças a Deus o milagre aconteceu, o meu irmão se curou. Durante a peregrinação passamos na casa dele, em Demerval Lobão, tiramos fotos e choramos muito ao lembrar da graça alcançada. Na verdade, fiquei emocionado a viagem toda. Sempre que eu falava ou pensava no Assis, que algum fiel na estrada me pedia para beijar a cruz as lágrimas corriam no meu rosto.
Os custos da viagem, incluindo a confecção da réplica da Santa Cruz, alimentação e outros materiais, ficou orçado em R$ 6 mil. Três carros deram apoio durante todo o percurso e a hospedagem da família ficou por conta de fiéis, muitos deles desconhecidos, mas que admiraram a história de Ulisses e o amor dele pelo irmão.
"Sou o filho mais velho de sete e tudo que fiz tem um nome: AMOR. Amor ao meu irmão e a minha família. Já tenho uma certa idade, mas percorri todo o trajeto a pé carregando a Santa Cruz e sem senti uma dor, porque minha devoção era maior. Agora vou doar a réplica que fiz para a igreja local e na segunda-feira voltaremos de carro e ônibus para Teresina", declarou emocionado Ulisses Pereira.
Várias pessoas apoiaram a família durante peregrinação (Foto: Raily Pereira/Arquivo Pessoal)Várias pessoas apoiaram a família durante peregrinação (Foto: Raily Pereira/Arquivo Pessoal)

Nenhum comentário :