terça-feira, 25 de outubro de 2016

Criança vítima de estupro deu entrada 4 vezes no Heda


Foto PC

O Conselho Tutelar do município de Ilha Grande, litoral do Piauí, denuncia que não foi acionado pelo Hospital Dirceu Arcoverde, em Parnaíba, sobre as outras entradas da criança de dois anos vítima de estupro, que morreu na sexta-feira (21). De acordo com a conselheira tutelar do município, Damiana Lima, a criança havia sido atendida na unidade pelo menos outras quatro vezes, mas somente quando o menor veio a óbito, o conselho foi informado. O principal suspeito, segundo a polícia, é o pai.

As investigações sobre o caso prosseguem. Por enquanto, para a polícia o principal suspeito continua sendo o pai do menor, que tem 50 anos de idade. O corpo do menino passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) de Parnaíba e o laudo confirmou o estupro.]

Nenhum comentário :