segunda-feira, 29 de julho de 2013

Conselho de Assistência social rebate denúncia do Conselho Tutelar

Raimundo Santos, presidente do Conselho Municipal de Assistência Social.
O presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Raimundo José da Silva Santos, se pronunciou quanto ao fato ocorrido junto às conselheiras tutelares que acusam a organização da VII Conferência Municipal de Assistência Social de terem sido impedidas de participar, alegaram constrangimento após terem sido barradas. Disseram que haviam recebido cinco convites e foram comunicadas no evento que poderia participar somente um membro.
Segundo ele, a participação do Conselho Tutelar só era possível como convidado e não como delegado, portanto, com direito a voz e não de voto. Esta deliberação está dentro dos informes da IX Conferência Nacional de Assistência Social. “Em momento algum barramos o Conselho Tutelar, pois temos os conselhos como parceiros”, contrapôs. O evento com o tema a “Gestão e o financiamento na efetivação dos Suas” foi realizado pelo Conselho Municipal de Assistência Social e teve a logística custeada pela prefeitura, sendo que a gestão municipal não tem ligação com as ações realizadas, segundo Santos.
O presidente confirmou que foram enviadas ao Conselho Tutelar cinco fichas para credenciamento e questionou porque não foi procurado sobre este caso. Raimundo Santos destacou que, do seu tempo de conselheiro tutelar até os dias atuais, houveram muitas melhoras, inclusive aguarda que equipamentos de informática sejam tombados para serem repassados ao Conselho Tutelar. Ele garantiu que vem atuando por melhorias ao Conselho Tutelar.
  fonte Proparnaiba.com

Nenhum comentário :