segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Delegacia do Silêncio apreende 2 carros de som na orla marítima

Imagem meramente ilustrativa - Internet
Imagem meramente ilustrativa – Internet

A Delegacia do Silêncio, em conjunto com a Companhia de Policiamento Turístico de Luís Correia (Ciptur) e a apoio da Polícia Rodoviária Federal, apreendeu, durante o fim de semana, dois carros de som na orla marítima da praia de Atalaia. Os veículos faziam rachas e competições de paredões com volume acima do permitido para a área.
Os policiais chegaram ao local através de denúncias de moradores que se sentiram incomodados com o barulho dos motores dos carros e o alto som das músicas tocadas nos paredões. As reclamações foram recebidas pelo Pelotão de Policiamento de Trânsito da cidade por volta das 20 horas da noite de sábado (28).
Os veículos eram picapes e em um deles, além das caixas de som, havia uma televisão de Led de 26 polegadas acoplada ao paredão. “Eles estavam competindo para ver quem tinha o equipamento mais potente e nós ficamos surpresos quando, além do som, ainda havia uma TV no meio. Nós nunca fizemos uma apreensão dessas”, diz o delegado Edivaldo Farias, da Delegacia do Silêncio, que está no litoral coordenando a operação de fim de ano da divisão.
Após o teste feito pelos policiais, constatou-se que a frequência sonora dos paredões apreendidos era de 89,9 dB. O valor máximo do volume permitido pela Lei do Silêncio entre as seis horas da manhã e as 22 horas é de 85 decibéis. 
Mesmo estando pouco acima do que a lei permite, os carros encontravam-se em área residencial onde a frequência máxima admitida é de 45 dB. Por conta desse agravante os equipamentos foram apreendidos. “Era quase o dobro do que a área onde eles estavam permitia. Fora que eram rachas na orla da praia e isso é terminantemente proibido pelo Código de Trânsito”, explica o titular da Divisão do Silêncio.
Toda a aparelhagem foi retirada dos veículos e levada para o pátio do Detran do litoral. Estima-se que o valor do equipamento, com a TV incluída, passe dos R$ 10 mil. “Nós tivemos que liberar os veículos depois de removidas as caixas de som, afinal, é o meio de transporte do pessoal que estava lá e o nosso foco é aquilo que causa o barulho, não o carro em si”, explica o delegado.
 Os proprietários dos veículos foram autuados em flagrante delito e terão sete pontos descontados na Carteira de Habilitação. A multa para este tipo de infração gira em torno dos R$ 500,00.
 
Fonte: Maria Clara Estrêla – Portal O Dia

Nenhum comentário :