domingo, 21 de fevereiro de 2016

Governo falta de respeito com os alunos ainda acionar Justiça contra a greve dos professores estaduais

quem perde e os alunos 

Depois de autorizar o corte do ponto e o desconto do salário em folha, o governador Wellington Dias (PT), informou nesta sexta-feira que vai ajuizar Ação Judicial contra a greve dos Professores. O objetivo é declarar o movimento paredista ilegal. A informação foi passada à imprensa pelo secretário de Administração Franzé Silva.
Segundo ele, não há mais diálogo entre o Estado e a categoria. “Esgotamos todas as formas de negociação. A partir de agora, vamos aguardar o retorno dos professores a sala de aula. Se isso não acontecer, só nos resta bater a porta da Justiça e pedir a ilegalidade da greve”, disse Franzé.
CONTRAPONTO
Do lado dos Professores, o Sinte informa que já denunciou o governo ao Conselho Nacional dos Direitos Humanos, ao Fundeb e a também vai ajuizar Ação na Justiça cobrando o reajuste de 11,36% do novo piso salarial, independente do que já é pago.
GREVE MANTIDA
Sem o reajuste de uma só vez como manda a lei, os professores garantem que não voltam a sala de aula. O ano letivo pode ficar comprometido, prejudicando milhares de alunos que este ano poderiam concluir o 2º grau e fazer o Enem com vistas a um curso superior.Por: Fábio Carvalho
EM TEMPO: O "ÍNDIO" PERDE O SENSO DO RIDÍCULO PARA TENTAR SALVAR A IMAGEM DA SUA MULHER - A SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO.

Nenhum comentário :