domingo, 21 de fevereiro de 2016

Mulher enterra homem que morreu afogado achando que era o filho que apareceu uma semana depois


Familiares de Paulo Cesar do Nascimento Silva foram até o IML (Instituto Médico Legal) em Parnaíba na segunda feira (15/02) para reconhecer o corpo do parente desaparecido há alguns dias. O cadáver em avançado estado de decomposição estava boiando na “lagoa do sossego” próximo a comunidade Chafariz em Parnaíba e foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros na sexta feira (12/02).

Paulo Cesar do Nascimento Silva em entrevista ao Blog do Pessoa

A família só não imaginava que se tratava de um engano, e após enterrar o corpo em um terreno da família no cemitério Santana, foi que Paulo Cesar apareceu durante a semana alegando que precisou fazer uma viagem e ao voltar para Parnaíba perdeu sua bolsa com documentos e seu aparelho celular estava descarregado, não tendo contato com familiares.

Sua mãe a senhora Francisca falou com nossa reportagem. “Ele me disse que iria viajar, mas uma mulher com quem ele vive, veio em minha casa a procura dele, disse que tinha voltado mas que não sabia seu paradeiro, ficamos preocupados e após ouvirmos no rádio que existia o corpo de um indigente no IML, nós resolvemos verificar e por incrível que pareça ele tinha a mesma tatuagem que meu filho tem e usava calça como ele também costuma usar e no IML só mostraram dos braços para baixo porque disseram que o rosto estava irreconhecível”.

Os familiares disseram que devem procurar a prefeitura para disponibilizar um outro local em algum cemitério da cidade, além de comunicar a polícia sobre o ocorrido e assumir a despesa indesejada junto a funerária que realizou todos os serviços até então cobertos pelo plano da família, mas que agora devem ser cobrados fora do plano. Eles não sabem exatamente o que fazer, mas devem procurar orientação jurídica.

Por: Denílson Freitas/Blog do Pessoa

Nenhum comentário :