quinta-feira, 9 de junho de 2016

Polícia Federal desarticula a maior quadrilha de tráfico de drogas do litoral do PI


Toda a quadrilha tem envolvimento com a meia tonelada de droga apreendida pela Polícia Federal no ano passado em Parnaíba.

A Operação Açougue da Polícia Federal em Parnaíba, litoral do Piauí, iniciou antes do dia amanhecer, nesta quinta-feira, dia 09. Agentes federais estavam cumprindo 14 mandados de prisão, 15 de busca e apreensão, além de um mandato coercitivo. Foram nove pessoas em Parnaíba, uma em Teresina, capital do Piauí, duas em Ceilândia (DF) e duas em Caldas Novas no Goiás.

Zezin entrou no tráfico através do irmão, mas passaram a se desententer pela disputa de poder.
Toda a quadrilha tem envolvimento com a meia tonelada de droga apreendida pela Polícia Federal no ano passado em Parnaíba. Na época, as mulas do tráfico foram presas, mas as investigações continuaram para prender os donos da droga, tanto quem enviava, quanto quem recebia.

Esposas dos irmãos traficantes, Vânia e Adriana, ajudavam na comercialização da droga.
Ao todo, 90 policiais federais dos estados do Piauí, Maranhão e Ceará compõem a operação no litoral do Piauí. De todos os mandatos, apenas o acusado que estava em Caldas Novas não foi localizado. As investigações foram iniciadas em 2014, comandadas pelo delegado federal Marcos Roberto.

Maria do Livramento era o braço direito do traficante 'Luizim'.
O chefe da quadrilha é popularmente conhecido como Zezin, proprietário de um açougue e sacolão de fachada de nome 'Ki Carne', localizado próximo à praça do Chico Berto em Parnaíba. José de Sousa Carneiro, o Zezin, é irmão do também traficante preso anteriormente, popularmente conhecido por Luizim, o Luis de Sousa Carneiro.

Delegado Federal, Marcos Roberto, chefe da investigação.
Segundo o chefe da operação, delegado federal Marcos Roberto, a quadrilha presa hoje (09) passou a dominar o tráfico de drogas após a morte de Zé Maria Cobra. “Eles não têm como perfil serem violentos com a quadrilha do Cobra, mas o volume de drogas que eles movimentavam era muito maior, nós apreendemos apenas nesse período da investigação, quase uma tonelada de maconha e cocaína”, revelou o delegado federal.


Os chefes da quadrilha, inclusive conseguiram ter muitas posses como casa na praia, terrenos, carros de luxo e se viram obrigados a vender tudo para pagamento de dívidas com os fornecedores, quando o grande volume de droga começou a ser interceptado pela PF. As investigações apontaram que o trajeto da droga era Paraguai – Brasília (DF) – Caldas Novas (GO) – Teresina (PI) – Parnaíba (PI).

Edição: Frank Cardoso (Portal Boca do Povo)
Fonte: Proparnaiba

Nenhum comentário :