sábado, 5 de novembro de 2016

Veja 5 dicas para não se atrasar e perder o Enem 2016


G1 reuniu histórias de atrasados do Enem 2015: confundir o fuso horário, marcar compromissos antes do Enem e confiar na rapidez do transporte coletivo estão entre os fatos que provocaram a perda da prova.
G1 
Os portões da edição 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) fecham às 13h deste sábado (horário de Brasília) e quem ficar do lado de fora vai perder as provas.
Veja abaixo histórias de quem acabou chegando atrasado no Enem do ano passado, e aprenda as lições para não cometer os mesmos erros:
O casal de namorados Vanderson Cunha e Brenda Oliveira, ambos de 21 anos, fariam o Enem 2015 no Piauí, saíram de casa às 11h, pararam para tomar um lanche e chegaram às 12h15 no local de provas. Eles achavam que estavam 45 minutos adiantados, mas, na verdade, chegaram 15 minutos após o fechamento dos portões. Isso porque o fechamento dos portões aconteceu às 13h do horário oficial de Brasília e, portanto, às 12h no horário local do Piauí.
“Lanchamos em 15 minutos e quando fomos para parada o ônibus demorou muito. É uma frustração muito grande porque nos preparamos por muito tempo e não sabemos em quem colocar a culpa. Ninguém merece", afirmou Vanderson. Brenda disse que o horário de verão confunde os candidatos. "Sei que temos de superar. No próximo ano o jeito é dormir aqui porque isso é um absurdo. Aplicar a prova no horário de verão confunde todo mundo. As provas deviam ser no horário local", disse ela.
Casal perdeu a prova do Enem 2015 no Piauí
Casal perdeu a prova do Enem 2015 no Piauí (Foto: Josiel Martins/G1)
Mesmo chegando na hora, é possível acabar perdendo o Enem. Foi o caso da estudante Júlia Prado, de 18 anos, que não conseguiu fazer a prova de 2015 em Cuiabá. O problema dela foi a falta de um documento de identificação aceito pelo edital. Ela chegou a entrar no local do exame, mas teve que sair porque estava sem um documento com foto, apenas com o título de eleitor.
Do lado de fora, ela aguardou um parente levar um documento com foto, mas a pessoa acabou não chegando a tempo. Quando a documento finalmente chegou, o portão já havia sido fechado. "Eu esqueci o documento. Estava só com o título e achei que podia fazer a prova. Cheguei no horário, mas lá dentro me falaram que precisava ser documento com foto e eu tive que sair. O documento chegou, mas o portão fechou. Eu não podia fazer nada mais", contou ela.
Estudante de Cuiabá levou o documento errado e perdeu o Enem 2015
Estudante de Cuiabá levou o documento errado e perdeu o Enem 2015 (Foto: Lislaine dos Anjos/ G1)
Quem depende de transporte coletivo precisa tomar cuidado redobrado para não sair tarde de casa, ainda mais se for preciso fazer baldeação. O pintor João Gonçalves de Souza Junior, de 23 anos, bem que tentou chegar a tempo ao seu local de provas em Ribeirão Preto (SP), mas não deu. O jovem chegou ao local três minutos após o fechamento dos portões. "Estou frustrado", disse.
O candidato, que mora no Jardim Independência, saiu de casa às 12h para pegar os dois ônibus necessários para chegar ao local de prova, mas acabou tendo problemas com o horário de um deles. “Eu perdi o ônibus de 12h30 e peguei o de 12h48. Peguei um mototáxi na Avenida Treze de Maio, mas não deu”, lamentou.
Estudante perdeu um ônibus e precisou esperar 18 minutos pelo seguinte; acabou chegando três minutos após o fechamento dos portões do Enem 2015
Estudante perdeu um ônibus e precisou esperar 18 minutos pelo seguinte; acabou chegando três minutos após o fechamento dos portões do Enem 2015 (Foto: Adriano Oliveira/G1)
O fechamento dos portões para o início da prova do Enem não espera ninguém. Por isso, chegar em cima da hora pode acabar em desclassificação, caso haja algum imprevisto. A estudante mineira Cintia Caixeta Policarpo, de 26 anos, viajou 30 quilômetros de Campestre até Poços de Caldas, em Minas Gerais, e chegou quando os portões ainda estavam abertos.
Porém, só ali ela percebeu que havia deixado o documento com foto no carro. "Esqueci o documento no carro e voltei pra pegar, mas quando cheguei o portão já está fechado", disse Cintia, assim que conseguiu retornar ao local de provas. "Agora é voltar o ano que vem", disse a estudante.
Candidata perdeu prova ao buscar documento no carro em Poços de Caldas (MG)
Candidata perdeu prova ao buscar documento no carro em Poços de Caldas (MG) (Foto: Lúcia Ribeiro/G1)
No fim de semana do Enem, não vale a pena marcar outros compromissos antes da prova, sob o risco de acabar se atrasando. Graziele Maria da Conceição, de 28 anos, perdeu o Enem 2015 por menos de um minuto. Ela faria a prova em uma universidade de Mogi das Cruzes (SP), onde o portão fechou exatamente às 13h. Mas, durante a manhã, foi às compras no Centro de São Paulo.
"Fui hoje de manhã para a [Rua] 25 de Março. Demorei para encontrar vaga para estacionar", disse ela. Na época, Graziele trabalhava como auxiliar em uma escola e se inscreveu no Enem e tentar cursar pedagogia para se tornar professora. "Eu precisava fazer. Frustração, né? Só faltou eu."
Candidata do Enem 2015 foi às compras antes das provas, e acabou chegando um minuto após o fechamento dos portões
Candidata do Enem 2015 foi às compras antes das provas, e acabou chegando um minuto após o fechamento dos portões (Foto: F

Nenhum comentário :