domingo, 14 de maio de 2017

São João da Parnaíba poderá ser descentralizado; grupos recusam

São João da Parnaíba poderá ser descentralizado; grupos recusam


Na última sexta-feira (05/05), representantes de grupos culturais de Parnaíba, do Conselho Municipal de Cultura e da Superintendência Municipal de Cultura, estiveram reunidos para tratar do XVII São João da Parnaíba. O resultado final do encontro não agradou a todos e uma nova reunião deverá ser realizada.
Segundo os grupos culturais, o prefeito Mão Santa e o superintendente de cultura Teófilo Lima planejam tirar parte do festival do Quadrilhódromo, local onde são realizadas todas as apresentações (quadrilhas juninas, bumba-meu-boi, etc) e acabar com a competição entre os grupos, retirando também a premiação para as equipes. Para isso, as quadrilhas e bois, tanto das modalidades mirins quanto adultos fariam suas apresentações em bairros da cidade e receberiam uma espécie de “cachê” para isso (valor inferior da premiação já existente).
São João da Parnaíba emociona o público a cada ano.  (Crédito: Walter Fontenele)
São João da Parnaíba emociona o público a cada ano. (Crédito: Walter Fontenele)
Porém, os representantes de grupos disseram que o valor oferecido e as condições propostas não se adequam com a realidade que vive a cultura local. Outra preocupação dos integrantes dos grupos diz respeito ao espaço onde se apresentam. Deixariam de dançar em um espaço adequado para dançar em condições desproporcionais com os fazedores de cultura.
Além dos grupos, outra categoria que ficaria prejudicada, são os que aguardam o ano inteiro para obter uma renda extra através do comércio de comidas típicas, artesanato, dentre outros produtos em estandes no entorno do Quadrilhódromo.
Após a reunião, quadrilheiros e boieiros usaram as redes sociais para demonstrar a indignação com as propostas do executivo municipal e dizem que não vão aceitar as mudanças. Outro encontro será realizado nesta segunda-feira (08/05), entre representantes de quadrilhas, bois e o prefeito de Parnaíba.
Público lota a praça Mandu Ladino todos os anos. (Crédito: Portal Costa Norte)
Público lota a praça Mandu Ladino todos os anos. (Crédito: Portal Costa Norte)
Prefeitura emite nota
Em nota, a Superintendência de Cultura informou que nunca houve a possibilidade de não existir o XVII São João da Parnaíba e que não foi batido o martelo em nada ainda. Disse também que um edital foi preparado nos mesmos moldes do São João de anos anteriores, mas foi recusado pelo prefeito Mão Santa. Segundo o gestor, esse formato de concurso teria acabado com a tradição do São João da Parnaíba.
A superintendência informou ainda que ainda na reunião de sexta-feira (05) foi proposto um cachê, cujo valor não foi decidido, mas que seria em torno de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), por apresentação, para os grupos que representam Parnaíba nos festivais fora da cidade. Essas apresentações seriam feitas seguindo um cronograma já preparado, contemplando toda a cidade, por todo o mês de junho.
Ainda de acordo com a nota, a Praça Mandu Ladino (Quadrilhódromo) estará montada durante todo o mês de junho para, paralelamente aos bairros (e seguindo datas previamente acertadas para não chocar com qualquer outro compromisso dos grupos) servir de palco para os brincantes das quadrilhas profissionais, das escolas municipais, das universidades, dos bairros, com shows musicais e barracas, para fomentar não apenas a cultura de Parnaíba, mas também a economia local.
“Para concluir, vale reforçar: a Prefeitura e a Superintendência de Cultura nunca foram contra o São João. Ao contrário. Nós queremos fazer um São João da Parnaíba melhor, mas melhor não apenas para os grupos de bois e quadrilhas profissionais, mas para a cidade, o que os inclui. Queremos que o São João da Parnaíba continue com seu brilho e glamour no quadrilhódromo, mas que fachos desse brilho cheguem lá no Catanduvas, no Joaz Souza, no Pindorama, na Pedra do Sal e por toda a cidade”, disse o superintendente de cultura, Teófilo Lima.
Por Kairo Amaral
Com informações do Extra Parnaíba e da Superintendência de Cultura

Nenhum comentário :